Brasil aplica 3×1 nas preliminares do UFC 231; Carlos Diego e Durinho brilham

0
119

O Brasil marcou 3×1 nas preliminares do UFC 231, em Toronto, neste sábado. O primeiro a representar a “verde e amarela” foi Carlos Diego Ferreira, que sofreu golpes duros do estreante Kyle Nelson até a metade do primeiro round, sentiu, mas conseguiu inverter no final do primeiro, colocando para baixo e castigando. Ferreira voltou a mil para o segundo, derrubou rapidamente e ao colocar os ganchos desferiu socos nas laterais da cabeça do canadense até a interrupção.

O segundo a entrar em ação foi Dhiego Lima, atropelando outro dono da casa Chad Laprise com um nocaute técnico no primeiro round. Gilbert Durinho protagonizou uma guerra com Olivier Albin-Mercier, provavelmente a sua melhor performance da carreira e teve a mão levantada por unanimidade, com direito a knockdown, tentativa de finalização e queda do “segundo andar”.

No quarto confronto, os Estados Unidos se saíram melhores. Nina Ansaroff dominou as ações e venceu Cláudia Gadelha por decisão unânime.

Preliminares – UFC 231:

Nina Ansaroff venceu Claudia Gadelha por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Gilbert Burns venceu Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);

Jessica Eye venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);

Elias Theodorou venceu Eryk Anders por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);

Brad Katona venceu Matthew Lopez por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28);

Dhiego Lima venceu Chad Laprise por nocaute a 1m37s do 1º round;

Diego Ferreira venceu Kyle Nelson por nocaute técnico a 1m23s do 2º round;

Aleksandar Rakic venceu Devin Clark por nocaute técnico aos 4m05s do 1º round.

DEIXE UMA RESPOSTA