Caldeirão vence Sapinho de virada no aniversário do Katana Fight; Baianos roubam a cena

0
1129

A edição de aniversário de um ano do Katana Fight, realizada em Colombo, na grande Curitiba, no sábado (25), superou as expectativas dos fãs do verdadeiro MMA. Um festival de nocautes, finalizações e de duelos decididos palmo a palmo empolgou quem presenciou ou assistiu em HD pelo Facebook do evento. Um dos geradores que alimentavam energia para a transmissão superaqueceu e o sinal caiu, sendo reestabelecido imediatamente. Destaque para as vitórias dos ex-atletas do UFC Wagner Caldeirão e Junior Alpha nas lutas principais da noite e para a festa dos “forasteiros” baianos.

MMA_8661Wagner Caldeirão vence de virada com nocaute plástico

Na luta principal, Armando Sapinho começou melhor. Ao soar do gongo o carioca da Rio Fighters colocou Wagner Caldeirão para baixo. Sapinho tentou encaixar um katagatame e na sequência uma americana. Caldeirão se movimentou e impediu o ajuste. Sapinho chegou à montada para socar e encerrar o primeiro round em clara vantagem. Caldeirão voltou mais “ligado” e virou no segundo. O atleta da Ecolução Thai evitou cair e no fogo cruzado conectou o golpe definitivo. Sapinho se projetou à frente para uma nova tentativa de queda, e dessa vez Caldeirão o esperava com uma joelhada de encontro. Sapinho desligou. Emocionado, Caldeirão comemorou nos braços da mãe e da esposa na plateia, antes de dar um beijo na cabeça do treinador André Dida e dizer: “Muito obrigado por ter acreditado em mim, mestre”.

MMA_8526Ex-UFC Junior Alpha solta cotovelo e aplica nocaute brutal

Pelo coevento principal, Junior Alpha e Jean Panqueca iniciaram trocando golpes francos. Panqueca aplicou uma queda, tentou castigar o visitante no solo, mas logo a luta voltou de pé. Alpha vinha preparando um golpe derradeiro. Ele insistiu nos socos retos para atrair a atenção de Panqueka, que marcou os golpes, momento em que Alpha aproveita para soltar uma cotovelada de encontro, a sua primeira na luta, surpreendendo o atleta da casa com o nocaute no fim do primeiro round.

MMA_7961Killer, Madruga e Kaick barram visitantes e aumentam sequência dentro de casa

MMA_8228Invicto em sete lutas, o atleta local Luiz Gustavo Killer anotou mais um triunfo, dessa vez com uma joelhada. Ele mediu forças com o paulista Diego D’avila, que partiu para cima logo no começo. Atento, Killer saiu do raio de ação e contra-atacou com joelhadas do clinch a lá “Wand”, chegando à terceira vitória consecutiva no Katana, a segunda por nocaute.

Já Flávio Madruga protagonizou uma guerra contra o duríssimo Hamyrez Oliveira. O capixaba vendeu caro a derrota. Madruga se sobressaiu no “gás”, pressionou o oponente com boas combinações, sempre buscando encurralar contra as grades. Hamyrez chegou perto da finalização tentando esticar o braço de Madruga no armlock. Mesmo sob pressão, Hamyrez mostrou muito coração e respondeu até o fim. A quinta vitória de Madruga no Katana veio por uma merecida decisão unânime.

Kaick Alencar provavelmente pode ter sido o dono do nocaute da noite. Após alternar cruzados “derrubantes” com paraense Niltinho Bam-Bam, o cearense que é radicado no Paraná saltou para um chute frontal estilo Lyoto x Couture e decretou o nocaute com socos no adversário já fora do ar. Essa foi a segunda vitória de Kaick no Katana.

MMA_8380MMA_7657Baianos roubam a cena em “território hostil”

Além de Junior Alpha no co-main event, mais três baianos participaram da edição de aniversário de um ano do Katana e saíram vencedores. Caique Costa (Champion Team) começou sofrendo golpes duros nas combinações de Iago Lopes, atleta da equipe da casa. Caique arriscou bons overhands, mas foi no chão que ele encaixou um triângulo de mão que apagou Iago.

Depois foi a vez de Neilson Gomes enfrentar outro atleta da Evolução Thai, Dionathan Sagat, que começou a mil e conseguiu um flashdow, aquele soco que faz o adversário bambear e voltar imediatamente. Neílson voltou, aplicou a queda e chegou às costas de Sagat para aplicar o mata-leão.

Em uma das lutas mais aguardadas da noite, Hemerson Toco colidiu com o baiano Junior Orgulho, que já havia vencido um companheiro de treino de Toco em edição anterior. Toco e Orgulho saíram na mão como se costuma dizer no MMA. E nessa de trocar chumbo grosso, Orgulho acertou os socos mais duros. Toco sentiu e o visitante rapidamente rodou para as costas, colocou os ganchos e também definiu no mata-leão. Com duas vitórias no Katana, Orgulho chegou a pedir o microfone para falar. Ele queria pedir à organização uma disputa de título no evento.

MMA_7860Arymarcel Chocolate aproveita vacilo e finaliza Tyago Buda

Um dos atletas com maior número de lutas oficiais, Arymarcel Chocolate completou 73 duelos contra Tyago Buda na oitava luta do Katana Fight. Chocolate arriscou puxar para a guarda e saiu na chave de calcanhar logo no começo. Buda teve trabalho, mas defendeu. Com a luta em cima, Buda partiu para cima com chutes altos e mãos duras. Chocolate fintou uma troca, deferiu dois cruzados, com o objetivo de encurtar para derrubar. Ele conseguiu por o plano em prática e ao chegar nas costas, quando tentava encaixar o mata-leão, Buda reclamou com o árbitro central que Chocolate estaria segurando a luva, neste exato instante de desatenção, o paraibano aproveitou para arrochar e festejar mais uma para o extenso currículo. Apesar do cartel irregular (39-34), Chocolate tem grandes méritos por muitas vezes substituir atletas em cima da hora, sem tempo para preparação específica ou estratégia – e também já enfrentou grandes nomes do mundo do MMA, como o postulante ao título do UFC Khabib Nurmagomedov.

Katana Fight – Edição de Aniversário
Colombo (PR), 25 de novembro

-Wagner Caldeirão venceu Armando Sapinho por nocaute (joelhada) – R2, 3:52
-Junior Alpha venceu Jean Pankeka por nocaute (cotovelada de encontro) – R1, 4:31
-Junior Orgulho (BA) finalizou Hemerson Toco com um mata-leão – R2, 1:20
-Gustavo Killer (PR) venceu Diego D’avila (SP) por nocaute técnico (joelhada e socos) – R1, 1:40
-Flávio Madruga (AL) venceu Hamyrez Oliveira (ES) por decisão unânime
-Arymarcel Chocolate (PB) finalizou Thyago Buda (RN) com um mata-leão – R2, 2:06
-Neilson Gomes (BA) finalizou Dionathan Sagat (PR) com um mata-leão – R2, 0:55
-Flávio de Queiroz (SP) finalizou Matheus Teeik (BA) com um mata-leão – R1, 1:00
-Bruno Blindado (PB) venceu Matheus Lenhador (SP) por nocaute (cruzado de direita) – R1, 1:10
-Kaick Alencar (CE) venceu Niltinho Bam-Bam (PA) por nocaute técnico (chute frontal e socos) – R1, 4:57
-Caíque Costa (BA) finalizou Iago Gomes (RN) com um triângulo de mão – R2, 3:20
-Fernanda Barbosa (SP) venceu Ilara Joane (CE) por decisão dividida
-Arthur Lima (BA) venceu Bruno Mezzomo (PR) por decisão unânime

DEIXE UMA RESPOSTA