Com presença de Wand, Luiz Cado vence Rodrigo Cavalheiro e conquista cinturão do Power Fight

0
433
Luiz Cado faz a festa com os treinadores Cristiano Marcello e Marcelo Zulu (Foto: Marcio Valle)
Cado faz a festa com os treinadores da CM System (Foto: Marcio Valle)

 

Os eventos curitibanos Power Fight Extreme e Samurai Fight Combat mais uma vez uniram forças e promoveram três disputas de cinturão no tradicional Circulo Militar, neste sábado (11), na capital do Paraná. A lenda do MMA, ex-campeão do Pride e atleta da casa, Wanderlei Silva marcou presença e arbitrou uma das preliminares.

Destaque para a atuação de Luiz Cado, que superou o duríssimo Rodrigo Cavalheiro por decisão unânime para conquistar o título exclusivo do Power Fight, na divisão dos meio-médios (até 77 kg) . Eles protagonizaram uma guerra de muita trocação, prevalecendo o ímpeto do desafiante.

Cado conseguiu conectar o maior número de golpes e apresentar um jogo mais agressivo do que Cavalheiro, anotando a sua terceira vitória consecutiva, a primeira em 2016. Já Cavalheiro teve uma sequência de três triunfos seguidos interrompida.

Nas demais disputas de título, Carlos Leal unificou os cinturões da categoria peso-leve do Power Fight e Samurai Fight com nocaute sobre o experiente Cylderlan “Porco Loco” no primeiro round, e Sérgio de Fátima finalizou o argentino Francisco Saldarriaga com um mata-leão no segundo round para conquistar o título dos meio-médios do Samurai Fight.

Power Samurai
Circulo Militar, Curitiba, Paraná
Sábado, 11 de junho de 2016

Cinturão Power 77 kg:
Luiz “Kado” Simon venceu Rodrigo Cavalheiro na decisão unânime
Unificação cinturões Power e Samurai 70 kg:
Carlos Leal nocauteou Cyderlan “Porco Loco” aos 3:46 do R1
Cinturão Samurai 77 kg:
Sérgio de Fátima finalizou Francisco Saldarriaga aos 4:44 do R293 Kg: John Allan nocauteou Matheus Bufa aos 4:36 do R1
61 Kg: Bianca Daimoni venceu Dayane Souza na decisão unânime
70 Kg: Alan Moziel venceu Rovílson Nelore por nocaute técnico aos 1:24 do R1
66 Kg: Gustavo Wurlitzer vs. Jorge Kanella – No Contest;
52 Kg: Adriana Delvigna finalizou Sheila “Mortiça” aos 4:58 do R2
77 Kg: Rogério Santos venceu Felipe Alves na decisão unânime
66 Kg: Wanderson Santos finalizou (guilhotina) Junior Barbosa aos 0:52 do R!
61 Kg: Marisa “Nina” Loch nocauteou Sidy Rocha no R1
83 Kg: Rafael Xavier “Kratos” finalizou Rodrigo Urso no R1
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEx-Bellator e UFC, Nazareno Malegarie estreia no Japão com vitória dominante
Próximo artigoX-Fest MMA arrecada agasalhos e ameniza frio gaúcho; Uruguaio nocauteia Fernando “Hulk” em 40s
Um apaixonado pelas artes marciais, inspirado pelo meu pai que assistia todas as lutas de boxe na década de 70, 80. Depois passei a acompanhar o Vale-Tudo a partir da década de 90 até a evolução para o MMA atual, em que tivemos como principal referência o sucesso do Pride no Japão e o maior evento do mundo, o UFC, um fenômeno que não para de crescer. Conheço a luta na prática. Comecei com o karatê na adolescência, mas não cheguei a me graduar. Já maior de idade, iniciei no Jiu-Jítsu em 2004 e nunca mais abandonei. Além de treinar, participo de competições. Minha maior conquista foi subir no pódio do Sul-Americano de JJ da CBJJ. Criei o site www.mmasul.com.br em 2008, com o objetivo de colaborar com o MMA nos três estados que compõem a região Sul (RS, SC e PR). Fui adiante. Além de fomentar o jornalismo marcial na região, levei o MMASUL a alcançar visibilidade e credibilidade de leitores e fãs e de colegas de imprensa de todo o Brasil. Após mais de sete anos de sucesso, resolvemos inovar e lançar um nome nacional, o maismma.com, a continuação do MMASUL. Estamos no ar, em busca da evolução diária, das melhores coberturas e das melhores notícias. Sempre ágeis e precisos nas informações do mundo do MMA. Agora, somos #MAISMMA. Fazer o que a gente ama não tem preço. É com enorme prazer que faço as coberturas de eventos, escrevo, entrevisto e fotografo. Agora, rumo às cerca de 20 coberturas de UFC, além de inúmeras participações como convidado de programas no canal Combate. Um abraço especial a você que parou alguns segundos para saber mais sobre mim e sobre o maior site especializado em MMA do Sul do país. Não esqueça de aproveitar para visitar o maismma.com e seguir-nos no Twitter: @MMASUL. Muito obrigado, FAMÍLIA! "O jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte." Parte do texto: "A melhor profissão do mundo" Por Gabriel García Márquez (Jornalista, editor e escritor colombiano, prêmio Nobel de Literatura em 1982, autor do aclamado "Cem anos de Solidão")

DEIXE UMA RESPOSTA