Comissão Atlética nega apelo de Chiesa e vê acerto de Yamasaki; Veja a finalização

0
531
Comissão nega apelo de Chiesa - Foto: Divulgação
Comissão nega apelo de Chiesa – Foto: Divulgação

Michael Chiesa saiu derrotado e descontente no UFC Fight Night 112, realizado no dia 25 de junho, em Oklahoma. Após troca de insultos e briga durante a promoção da luta contra Kevin Lee, Chiesa acabou finalizado pelo compatriota com um mata-leão no primeiro  round.

Lee insistiu e conseguiu ajustar a posição. Chiesa tentou suportar a pressão e não bateu, mas o árbitro central, Mário Yamasaki, interrompeu o duelo quando notou que Chiesa parou de se defender e seus braços ficaram no ar, como acontece quando o atleta apaga.

A Comissão Atlética de Oklahoma analisou o vídeo em câmera lenta, avaliou as argumentações de Chiesa, que destacou a reincidência de Yamasaki em casos parecidos, mas teve o pedido de mudança de resultado para “No Contest” negado.

Joe Miller, administrador da OSAC, escreveu ao MMAJunkie o seguinte esclarecimento.

– Na opinião do árbitro, antes da interrupção, as mãos dele pararam de defender o estrangulamento, estavam no meio do ar, e estavam se movendo em direção a sua cintura. Isso foi confirmado observando a fita em super câmera lenta.

– O árbitro não tinha como saber que ele realmente estava relaxando, encolhendo os ombros ou liberando a pressão para flexionar os músculos do pescoço. Nesse ponto, o árbitro estava em perfeita posição e atuou no que estava vendo.

Chiesa alegou que ele nunca esteve inconsciente e que ainda estava se defendendo.

Yamasaki foi taxativo e manteve o veredito.

– Meu trabalho é intervir sempre que um lutador já não tem capacidade de se defender inteligentemente.

Confira a finalização de Lee sobre Chiesa:

DEIXE UMA RESPOSTA