Cormier finaliza Johnson pela segunda vez, lamenta aposentadoria do rival e provoca Jon Jones

0
446
dc
Cormier lamenta aposentadoria de Johnson: ‘vai fazer falta’ – Foto: Divulgação

Após finalizar Anthony Johnson pela segunda vez e manter o reinado dos meio-pesados no UFC 210, Daniel Cormier aproveitou para procovar Jon Jones, seu algoz, e Jimi Manuwa, que pode ser o próximo desafiante. Ambos estavam na plateia.

Cormier sofreu derrota para Jones no UFC 182, em janeiro de 2015, e chegou à disputa de cinturão contra Johnson no UFC 187, em maio do mesmo ano, porque Jones fora destituído do título por problemas judiciais.

Cormier finalizou Johnson no terceiro round com um mata-leão e conquistou o cinturão. Depois defendeu contra o sueco Alexander Gustafsson no UFC 192, em outubro, e já em 2016 fez uma luta em peso casado contra Anderson Silva, derrotando o brasileiro sem por o trono da divisão em jogo.

No último sábado, Cormier voltou a anular Johnson e foi ainda mais rápido do que no primeiro confronto. Dessa vez o mata-leão entrou no segundo round. Os fãs esperavam que Johnson fosse usar a agressividade, o seu ponto mais forte, mas “Rumble” surpreendeu a todos ao deixar a sua trocação arrasadora de lado e tentar fazer wrestling contra um atleta olímpico da modalidade.

Deu no que deu. Cormier dominou o rival e repetiu a movimentação da primeira vitória, comemorando o 19º triunfo da carreira. Jon Jones está prestes a voltar ao octógono do UFC. O americano já cumpriu com suas obrigações judiciais e pode ter luta marcada a qualquer momento. Dificilmente o Ultimate colocará o ex-detentor do cinturão direto

Cormier “recomendou” ao compatriota não entrar em sua rota de colisão. O campeão também desdenhou de Manuwa. “Você venceu Corey Anderson e diz que vai me vencer com um soco?!”, questionou ironicamente, DC.

Johnson que já havia deixado o público boquiaberto com uma estratégia totalmente desconexa, tentar derrubar Cormier, pegou o microfone depois do anúncio oficial do resultado, jogou as luvas no centro do cage e revelou que irá mais lutar.

Rumble disse que está aposentando e que irá tratar de negócios em um ramo nada a ver com o MMA. Rumores durante a semana deram conta de que ele pode ir para o futebol americano. Johnson nega.

De qualquer forma, Cormier lamentou a precoce aposentadoria do companheiro de profissão. “Ele fará muita falta nessa divisão. Mas se ele acha que a jornada dele nesse esporte já foi cumprida, desejo sucesso a ele nos novos projetos”, concluiu Cormier.

Resultados – UFC 210:

-Daniel Cormier derrotou Anthony Johnson por finalização (mata-leão) aos 3m37s do R2
-Gegard Mousasi derrotou Chris Weidman por nocaute técnico aos 3m31s do R2
-Cynthia Calvillo derrotou Pearl Gonzalez por finalização (mata-leão) aos 3m45s do R3
-Thiago Pitbull derrotou Patrick Cote por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)
-Charles do Bronx’s derrotou Will Brooks por finalização (mata-leão) aos 2m30s do R1

CARD PRELIMINAR

-Myles Jury derrotou Mike de la Torre por nocaute técnico aos 3m30s do R1
-Kamaru Usman derrotou Sean Strickland por decisão unânime dos juízes (30×27, 30×26, 30×26)
-Shane Burgos derrotou Charles Rosa por nocaute técnico aos 1m59s do R3
-Patrick Cummins derrotou Jan Blachowicz por decisão majoritária dos juízes (29×28, 29×28, 28×28)
-Gregor Gillespie derrotou Andrew Holbrook por nocaute técnico aos 21 segundos do R1
-Desmond Green derrotou Josh Emmett por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 30×27)
-Katlyn Chookagian derrotou Irene Aldana por decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)
-Magomed Bibulatov derrotou Jenel Lausa por decisão unânime dos juízes (29×26, 29×26, 29×26)

DEIXE UMA RESPOSTA