Crocop atropela King Mo e avança em GP do Rizin FF; Alison Vicente e Puro Osso perdem

0
125
Crocop aplica nocaute e avança no GP - Foto: Divulgação
Crocop aplica nocaute e avança no GP – Foto: Divulgação

 

Terminou há instantes no Japão, cerca de 9 horas da manhã desta quinta-feira (29) pelo horário de Brasília, a 3ª edição do Rizin Fighting Federation, organização comandada por Nobuyuki Sakakibara, o mesmo responsável pelo extinto e histórico Pride FC.

Na luta principal, Mirco “CroCop” anotou mais um nocaute na carreira, sobre o ex-campeão do Strikeforce e atual campeão do GP até 100 kg do Rizin FF, Mohamed “King Mo” Lawal.

O croata deu as boas vindas desferindo a sua velha e mortal canelada de esquerda, mas ela explodiu na guarda de King Mo. No decorrer da etapa inicial o americano segurou um dos chutes e caiu por cima, passando a maior parte do primeiro round pontuando.

O ex-campeão do Pride manteve a distância com jabs, evitou sofrer nova queda e trabalhou os chutes altos sem cessar. King Mo ainda conseguiria uma boa sequência de socos no primeiro round.

Crocop encurtou a distância no segundo assalto e conectou um upper do clinch. King Mo sentiu o golpe e Crocop aproveitou o momento, aplicando mais um upper e definindo no ground and pound a 1min41s.

Dois brasileiros estrearam com derrota no evento japonês. Primeiro, o paranaense Alison Vicente acabou nocauteado em menos de um minuto pelo russo Vadim Nedkov. Em seguida o paulista Allan “Puro Osso” perdeu de forma apertada, decisão dividida, para o dono da casa Yuki Motoya.

  • Mirko Filipovic venceu Muhammed Lawal por nocaute – Round 2 – World Grand Prix quartas de final
  • Kaido Hoovelson venceu Tsuyoshi Kohsaka por decisão unânime – World Grand Prix quartas de final
  • Amir Aliakbari venceu Heath Herringpor por decisão unânime – World Grand Prix quartas de final
  • Valentin Moldavsky venceu Szymon Bajorpor decisão unânime – World Grand Prix quartas de final
  • Rin Nakai venceu Kanako Murata por finalização – mata-leão – Round 2
  • Tenshin Nasukawa venceu Nikita Sapun por nocaute – Round 1
  • Kazuyuki Miyata venceu Andy Souwerpor finalização – armlock – Round 1
  • Yuki Motoya venceu Allan Nascimento por decisão dividida
  • Tatsumitsu Wada venceu Kaiwhare Kara-France por decisão unânime
  • Yusuke Yachi venceu Mario Sismundo por nocaute – Round 1
  • Alyssa Garcia venceu Kanna Asakura por decisão unânime
  • Vadim Nemkov venceu Alison Vicente por nocaute – Round 1 – World Grand Prix luta reserva
  • Satoru Kitaoka venceu Daron Cruickshank vpor finalização – guilhotina – Round 1
COMPARTILHAR
Artigo anteriorWerdum e Bate-Estaca ficam sem adversários no UFC 207; Confira a nova ordem das lutas
Próximo artigoUFC 207: Nunes vs. Rousey – Assista à pesagem no MAISMMA
Um apaixonado pelas artes marciais, inspirado pelo meu pai que assistia todas as lutas de boxe na década de 70, 80. Depois passei a acompanhar o Vale-Tudo a partir da década de 90 até a evolução para o MMA atual, em que tivemos como principal referência o sucesso do Pride no Japão e o maior evento do mundo, o UFC, um fenômeno que não para de crescer. Conheço a luta na prática. Comecei com o karatê na adolescência, mas não cheguei a me graduar. Já maior de idade, iniciei no Jiu-Jítsu em 2004 e nunca mais abandonei. Além de treinar, participo de competições. Minha maior conquista foi subir no pódio do Sul-Americano de JJ da CBJJ. Criei o site www.mmasul.com.br em 2008, com o objetivo de colaborar com o MMA nos três estados que compõem a região Sul (RS, SC e PR). Fui adiante. Além de fomentar o jornalismo marcial na região, levei o MMASUL a alcançar visibilidade e credibilidade de leitores e fãs e de colegas de imprensa de todo o Brasil. Após mais de sete anos de sucesso, resolvemos inovar e lançar um nome nacional, o maismma.com, a continuação do MMASUL. Estamos no ar, em busca da evolução diária, das melhores coberturas e das melhores notícias. Sempre ágeis e precisos nas informações do mundo do MMA. Agora, somos #MAISMMA. Fazer o que a gente ama não tem preço. É com enorme prazer que faço as coberturas de eventos, escrevo, entrevisto e fotografo. Agora, rumo às cerca de 20 coberturas de UFC, além de inúmeras participações como convidado de programas no canal Combate. Um abraço especial a você que parou alguns segundos para saber mais sobre mim e sobre o maior site especializado em MMA do Sul do país. Não esqueça de aproveitar para visitar o maismma.com e seguir-nos no Twitter: @MMASUL. Muito obrigado, FAMÍLIA! "O jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte." Parte do texto: "A melhor profissão do mundo" Por Gabriel García Márquez (Jornalista, editor e escritor colombiano, prêmio Nobel de Literatura em 1982, autor do aclamado "Cem anos de Solidão")

DEIXE UMA RESPOSTA