Ex-lutador Ludy Goulart ataca de organizador e comemora sucesso do Spartacus 4

0
426
Ludy interrompeu carreira após acidente em luta – Foto: Arquivo pessoal

O Spartacus Combat chegou à sua 4ª edição no último dia 11 de maio e enquanto Jessica Andrade tornava-se campeã peso-palha no UFC 237, no Rio, o evento mineiro agitava a tradicional Arena Sabiazinho, em Uberlândia. 

Com a organização do ex-lutador Ludy Goulart, que interrompeu a carreira após lesionar a cervical aplicando uma queda durante um combate há dois anos, o Spartcus teve como destaque na luta principal a vitória de Evaldo Santos sobre Thiago Nascimento por finalização. Apesar do apelido de “Machida”, o golpe final não foi de karatê, e sim um mata-leão.

No coevento principal da noite, Weder Santos, outro com apelido de campeão, conhecido como “Jon Jones”, fugiu ao estilo nocauteador da lenda do UFC e também usou o Jiu-Jítsu para finalizar Willian Pereceira da Silva “Pitbull” com o mesmo estrangulamento.

Ludy comemorou a significante presença do público, o objetivo atingido de promover combates empolgantes e a sacada da equipe organizadora de instalar um telão para assistirem as lutas finais do UFC Rio 10 logo após o Spartacus 4.

– O evento superou totalmente as minhas expectativas. Saiu tudo redondo. A galera realmente ficou empolgada com as lutas bem casadas que a gente trouxe. E para fechar ainda oferecemos o telão para o público ver o show dos brasileiros no UFC e a Jéssica (Andrade) faturando o cinturão. Se essa edição foi surpreendente, vocês podem esperar uma 5ª edição ainda mais forte. Agradeço a todos que apoiaram e participaram – conclui Ludy, que já foi considerado uma dos melhores meio-médios do país.

Spartacus Combat – 4° Edição
11/05/2019
Arena Sabiazinho, Uberlândia (M
G)

  • 66 Kg: Carlos Henrique “Flash” (CTC Nova União) venceu Geraldo Vitor Oliveira (Dragon Fight) por decisão unânime;
  • 66 Kg: Cleiton Ferreira Alves “Pit Bull” (Família Combat) finalizou Douglas Eduardo “Douglinha” (Netim Fight Team/CTC) com um mata-leão a 1:36 do R1;
  • 77 Kg: Carlos Jose Silva “Ogro” (Netim Fight Team/CTC) venceu Leandro Vinicius Macedo “Careca” (Família Combat) por decisão unânime
  • 66 Kg: Fabiano Oliveira da Silva “Barbaro” (Team Carvalho) finalizou Denilson Barros Santos “Wolverine” (Nova União) com um mata-leão a 1:48 do R1;
  • Luiz Diego Santos “China” (CTC/Nova União) venceu Hallyson Rayner “Borgunie” (Dragon Fight) por decisão unânime;
  • 66 Kg: Samuel Alves Figueiredo “Midas” (CTA Uberlândia) venceu Por Joelson Bispo da Silva (Montanha) por nocaute técnico a 3:30 do R1;
  • 61 Kg: Wagner Correia dos Santos “Aranha” (Aranha Fight Team) Pedro Lucas “Escamoso” (X-Gym) por decisão unânime;
  • 57 Kg: Weder Santos “Jon Jones” (CTC Nova União) finalizou William Pereira da Silva “Pit Bull” (Brazilian Pride MMA) com um mata-leão a 1:16 do R1;
  • 77 Kg: Evaldo Santos “Machida” (Netim Fight Team) finalizou Thiago Nascimento da Silva “Thai Catitu” (Dragões do Muay Thai) com um mata-leão a 1:50 do R1.


DEIXE UMA RESPOSTA