Ex-treinador de lendas como Minotauro, Ruas e Rizzo, Claudio Coelho realiza Seminário de Boxe em Copacabana

0
128
Claudio Coelho realiza Seminário de Boxe em Copacabana (Foto: Divulgação)
Claudio Coelho realiza Seminário de Boxe em Copacabana (Foto: Divulgação)

Em parceria com a Associação Carioca de Boxe (ACB), o mestre Claudio Coelho promoverá no próximo sábado (25), o 1º Seminário de Boxe. O evento será realizado, às 12h30, na sede da ACB,no Clube Radar, em Copacabana. A aula de Claudio Coelho será voltada para técnicos, preparadores físicos e outras pessoas envolvidas no staff das lutas. Para participar, o aluno deverá ter feito no mínimo dois anos de Boxe.

Cláudio Coelho é líder e um dos fundadores da Academia Nobre Arte e sócio benemérito da Associação Carioca de Boxe (ACB).

Coelho é apontado como o instrutor mais reconhecido e requisitado no mundo do Vale-Tudo.  Com a experiência de já ter afiado a trocação de feras como Rodrigo Minotauro, Marco Ruas, Murilo Bustamante, Pedro Rizzo, Royler Gracie, Zé Mário Sperry, Carlão Barreto, Rousimar Toquinho e Ryan Gracie.

Em 2010, o professor lançou o livro: “Aprenda boxe com Cláudio Coelho”, que serve de manual para quem quiser saber tudo sobre Boxe.

 Inscrição

A inscrição para o curso pode ser feita pelo telefone (21) 99903-5031 ou pelo e-mail: ale.boxenobrearte@gmail.com. Ao final da aula todos os alunos receberão um certificado da Associação.

 Serviço

Dia: 25 de junho;
Horário: 12h30;
Valor: 100 reais;
Local: Clube Radar. Rua Mascarenhas de Morais 191, em Copacabana, Rio de Janeiro;

Maiores

informações:

Alessandro Leite
(21) 99903- 5031
E-mail: cbrito12@gmail.com

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTetracampeão mundial, Rodolfo Vieira treina na American Top Team para estreia no MMA
Próximo artigoJungle Fight 88: Amanda Lemos, Handesson “Boy Doido” e Eric “Parrudo” defendem cinturões neste sábado
Um apaixonado pelas artes marciais, inspirado pelo meu pai que assistia todas as lutas de boxe na década de 70, 80. Depois passei a acompanhar o Vale-Tudo a partir da década de 90 até a evolução para o MMA atual, em que tivemos como principal referência o sucesso do Pride no Japão e o maior evento do mundo, o UFC, um fenômeno que não para de crescer. Conheço a luta na prática. Comecei com o karatê na adolescência, mas não cheguei a me graduar. Já maior de idade, iniciei no Jiu-Jítsu em 2004 e nunca mais abandonei. Além de treinar, participo de competições. Minha maior conquista foi subir no pódio do Sul-Americano de JJ da CBJJ. Criei o site www.mmasul.com.br em 2008, com o objetivo de colaborar com o MMA nos três estados que compõem a região Sul (RS, SC e PR). Fui adiante. Além de fomentar o jornalismo marcial na região, levei o MMASUL a alcançar visibilidade e credibilidade de leitores e fãs e de colegas de imprensa de todo o Brasil. Após mais de sete anos de sucesso, resolvemos inovar e lançar um nome nacional, o maismma.com, a continuação do MMASUL. Estamos no ar, em busca da evolução diária, das melhores coberturas e das melhores notícias. Sempre ágeis e precisos nas informações do mundo do MMA. Agora, somos #MAISMMA. Fazer o que a gente ama não tem preço. É com enorme prazer que faço as coberturas de eventos, escrevo, entrevisto e fotografo. Agora, rumo às cerca de 20 coberturas de UFC, além de inúmeras participações como convidado de programas no canal Combate. Um abraço especial a você que parou alguns segundos para saber mais sobre mim e sobre o maior site especializado em MMA do Sul do país. Não esqueça de aproveitar para visitar o maismma.com e seguir-nos no Twitter: @MMASUL. Muito obrigado, FAMÍLIA! "O jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte." Parte do texto: "A melhor profissão do mundo" Por Gabriel García Márquez (Jornalista, editor e escritor colombiano, prêmio Nobel de Literatura em 1982, autor do aclamado "Cem anos de Solidão")

DEIXE UMA RESPOSTA