Ex-UFC Bidu, Limberger e Bontorin vencem no Katana; Nocaute brutal impressiona Wand

0
3227

Se a proposta dos organizadores do Katana Fight era promover lutas duríssimas entre atletas em destaque, mais uma vez conseguiram. Os sócios Fabio Lau e André Dida, com a mão do matchmaker Richard Wanderley mantiveram a filosofia de trabalho das edições anteriores e colocaram frente a frente atletas com um nível de experiência semelhante, proporcionando ao expectador que foi ao evento ou acompanhou ao vivo via satélite lutas equilibradas, um verdadeiro show de MMA. Há quem não deu tempo e espaço para o adversário mostrar serviço, encerrando o combate de forma rápida.

kazuya
Limberger vence a sétima seguida – MAISMMA

Limberger ignora pressão e domina Magnum Max

Na luta principal da noite, Leonardo Limberger, pupilo da lenda Pedro Rizzo, não tomou conhecimento da torcida e das qualidades do dono da casa Magnum Max e definiu no primeiro round. Max tentou se aproximar com chutes frontais. Limberger encontrou a distância correta e entrou nas pernas para derrubar, montar e desferir socos nas laterais da cabeça até a interrupção do árbitro central.

bonto
Bontorin vibra ao atropelar Rildeci – MAISMMA

Davi-Bontorin derruba Golias-Rildeci com “pedrada”

Com recente passagem pelo Pancrase, Rildeci Dias e Rogério Bontorin fizeram um duelo “Davi e Golias” e o desfecho desta batalha imitou a história: Davi acertou uma “pedrada” e derrubou o gigante. Rildeci havia prometido que utilizaria a vantagem na envergadura para vencer o atleta local. O paranaense ignorou o alcance do rival e depois de fintar algumas entradas e preparar o terreno marcando com chutes, Bontorin de 1,65 m “saiu pegando” o visitante de 1,82 m. Ele acertou um direto e definiu o nocaute com mais socos em Rildeci já entregue.

bidu1
Bidu controla ações e supera Bel – MAISMMA

Bel e Bidu fazem a melhor luta; Ex-UFC vence

Na melhor luta da noite, Thiago Bel e Valmir Bidu trocaram chumbo grosso durante os 15 minutos programados. O ex-UFC iniciou com boas sequências de jabs, antes de aplicar um knockdown. Bel se recuperou, mas não soltou o jogo na etapa inicial. Bidu manteve a estratégia, trabalhando no contragolpe, sempre vindo com a mão pesada detrás. Bel encontrou a distância, acertou um direto em cheio, fez o baiano recuar e equilibrou o combate. O curitibano sabia que precisava do nocaute e partiu para o “tudo ou nada” no terceiro. Bidu soube usar os atalhos do octógono para administrar a vantagem e garantir a 17ª vitória da carreira por unanimidade.

Baiano aplica nocaute brutal e realiza sonho de conhecer
Wand

edilson2
A joelhada – MAISMMA
edilson1
O voo – MAISMMA

Edilson Teixeira já havia provocado Richard Godoy na pesagem, mas tudo não passou de promoção, afim de apimentar a disputa, que começou quente. Richard desferiu chutes baixos para minar as
pernas do baiano. Em seguida eles trocaram socos na curta distância. Richard voltou a chutar alto. Edilson encerrou o primeiro round em vantagem. Richard começou o segundo a mil e soltou um sequência de socos em pé, seguida de chute. Edilson recuou, balançou a cabeça em sinal de positivo para a investida do paranaense e respondeu com uma joelhada voadora de encontro, apagando Richard. Na empolgação o baiano acertou mais três marretadas e em seguida se desculpou com a equipe adversária. Presente na plateia, Wanderlei Silva se impressionou. Após comemorar a vitória, Edilson recebeu a “bênção” da lenda do Pride e realizou o sonho de tirar uma foto ao lado de Wand.

tyago
Buda e o nocaute relâmpago – MAISMMA

Tyago Moreira aplica nocaute relâmpago

Em luta pela categoria peso-médio, a “conversa” é um pouco diferente. Os atletas batem 84 kg na balança, mas depois da reidratação chegam a recuperar em média 10 kg. E, como todos sabem, quando um golpe encaixa, não tem volta. É chão. Exatamente o que aconteceu com Joílton “Malhadinho” Junior diante do cearense Tyago Moreira, representante da equipe local, Evolução Thai. Invicto, Malhadinho entrou para decidir e acertou um direto no queixo de Tyago, que absorveu o golpe e lançou em resposta um cruzado “mortal” na têmpora do baiano, que caiu desacordado. Dois segundos depois, Malhadinho despertou e tentou tirar o árbitro de cima dele para continuar, momento em que recebe a informação de que a luta havia terminado. Esta é a primeira derrota do baiano em sete lutas.

Evolução Thai garante seis vitórias dentro de casa

Kaik Brito superou Bruno Mezzomo por nocaute técnico (fratura no dedo), Luiz Gustavo “Killer” venceu o capixaba Rodrigo Amorim por nocaute técnico com ground and pound, Arthur Lima superou Bruno Oliveira em um duelo de baianos por unanimidade, Hemerson Toco recepcionou o carioca Gabriel Barreiro com um mata-leão e na luta que abriu a noite Flávio “Madruga” Santos finalizou o manauara Luiz Guerreiro também com um mata-leão para vibrar dando pulinhos em cima do gorro idêntico ao do personagem clássico, Seu Madruga – a sexta vitória veio com o nocaute relâmpago de Tyago Moreira.

Durante o festival de nocautes e finalizações, Wanderlei Silva fez questão de subir ao octógono e elogiar a qualidade das lutas e a estrutura do Katana Fight.

Katana Fight – Gold Edition
Academia Evolução Thai, Colombo, Paraná
Sábado, 5 de agosto

  • Leonardo Limberger venceu Magnum Max por nocaute técnico (socos) – R1, 2:42
  • Rogério Bontorin venceu Rildeci Dias por nocaute técnico (socos) – R1, 0:48
  • Valmir Bidu venceu Thiago Bel por decisão unânime
  • Kaik Brito venceu Bruno Mezzomo por nocaute técnico (fratura no dedo) – R1, 1:00
  • Luiz Gustavo “Killer” venceu Rodrigo Amorim por nocaute técnico (socos) – R2, 0:55
  • Edilson Teixeira venceu Richard Godoy por nocaute (joelhada voadora) – R2, 0:10
  • Hemerson Toco venceu Gabriel Barreiro por finalização (mata-leão) – R2, 4,25
  • Tyago “Buda” Moreira venceu Jaílton “Malhadinho” Júnior por nocaute (cruzado) – R1, 0:16
  • Bianca Daimoni venceu Ilara Joanne por decisão unânime
  • Jackson Loureiro venceu Iago Gomes Souto por nocaute (joelhada) – R2, 3:30
  • Arthur Lima venceu Bruno Oliveira por decisão unânime
  • Flávio Madruga venceu Luiz Guerreiro por finalização (mata-leão) – R2, 4:20

DEIXE UMA RESPOSTA