Frohlich atropela ex-UFC Leleco no Katana Fight e desafia Marcio Lyoto e Uda

0
2843
Frohlich vibra ao derrotar ex-UFC Leleco no Katana Fight - Foto: Valmir Silva/MAISMMA
Frohlich vibra ao derrotar ex-UFC Leleco no Katana Fight – Foto: Valmir Silva/MAISMMA

O Katana Fight – edição #Gold, ferveu a noite de sábado (25) em Colombo, na grande Curitiba. Realizado no centro de treinamentos da equipe Evolução Thai, o evento contou com a presença da lenda Wanderlei Silva, do campeão peso-médio do Bellator, Rafael Carvalho, e dos atletas do UFC Francisco “Massaranduba”, Netto “Bjj”, Serginho Moraes e Godofredo Pepey. O grande mérito da organização ficou registrado na qualidade técnica e equilíbrio dos combates.

Apesar de contar com a participação do time da casa em todos os confrontos, nenhum deles pegou os chamados “frangos” para fazer cartel, como acontece em muitos eventos nacionais ditos grandes. Desde a primeira preliminar até a luta principal muita emoção regada a nocautes e finalizações, e claro, duelos duríssimos decididos na pontuação apertada dos juízes, incluindo reveses para os locais.

Christiano Frohlich nocauteia Leleco e pede Lyoto e Uda

Destaque para a atuação de Christiano Frohlich, que desbancou o ex-UFC Leonardo “Leleco” Guimarães no primeiro round. Após trocarem chutes altos e alternarem cruzados bem endereçados, Frohlich encurtou a distância e saltou para definir com uma joelhada voadora, seguida de socos em Leleco já caído. O árbitro central Guilherme Doni interviu aos 2min36s de luta.

– Quando eu soube dessa luta fiquei muito feliz. Sabia que eu iria vencer. Já havia falado para os meus amigos e treinadores que seria um ‘joelho’, porque eu analisei o jeito que o Leleco luta, se fechando na grade. É que ninguém até agora havia tido atitude de chegar e definir. O MMA na minha visão é atitude. Um golpe e acaba a luta – destacou o peso-médio, antes de desafiar outros dois ex-atletas do UFC.

– Quero lutar. Um outro ex-UFC seria ótimo. Tem o Marcio Lyoto que era para eu ter lutado no ano passado. Acabou não acontecendo. E tem o Alberto Uda, que seria uma revanche. Ele ganhou de um atleta que não existe mais. Hoje eu tenho todas as condições de nocautear os dois. Sei que tenho potencial para estar entre os melhores do mundo. Só preciso de oportunidades – destacou o autor do nocaute da noite.

Katana Fight – Gold Edition
Academia Evolução Thai, Paraná, Brasil
Sábado, 25 de março

84 Kg: Christiano Frohlich “Urso” venceu Leonardo “Leleco” Guimarães por nocaute técnico (joelhada voadora e socos) – R1, 2:36
77 Kg: Alfredo “Junior Orgulho” Souza venceu Eduardo “Camelo” por decisão dividida
57 Kg: Hamyrez Oliveira venceu Matheus “Teeik” Silva por decisão unânime
70 Kg: Kaik Brito venceu Elder “Bebê Monstro” Amorim por nocaute (cruzado) – R2, 0:15
66 Kg: Arthur Lima “Baiano” venceu Fábio Lima por finalização (leglock) – R1, 4:50
93 Kg: Tyago “Buda” Moreira venceu Adriano Taveira por finalização (kimura) – R1, 3:09
57 Kg: Kayck Alencar venceu Michel Costa por decisão unânime
70 kg: Carlos Leal Miranda venceu Francivaldo “Massarinha” por decisão dividida
93 kg: Johnny Walker venceu Luiz Guilherme “Soldado” por finalização (guilhotina) – R1, 0:29
57 Kg: Flávio “Madruga” venceu Luan Henrique por finalização (guilhotina) – R3, 1:13
66 Kg: Wanderson Dos Santos venceu Caique “The Mask” Luko por nocaute técnico (socos/ground and pound) – R1, 2:41

 

DEIXE UMA RESPOSTA