Gracie Pro: Roger finaliza Buchecha e anuncia aposentadoria dos tatames

0
442
Roger vibra pela última vez como competidor no Jiu-Jítsu - Foto: Vitor Freitas/FloGrappling
Roger vibra pela última vez como competidor no Jiu-Jítsu – Foto: Vitor Freitas/FloGrappling

Roger Gracie finalizou Marcus Buchecha com um estrangulamento na superluta do Gracie Pro, evento organizado por Kira Gracie no Rio de Janeiro no último final de semana, e escreveu de vez seu nome na história da arte suave como o melhor de todos os tempos.

Roger e Buchecha haviam se enfrentado no evento americano Metamoris há cinco anos, que acabou empatado pela regra de 20 minutos sem pontos. O reencontro desta vez ocorreu nas regras da IBJJF, com o acréscimo de cinco minutos ao tempo normal de dez minutos.

Roger não deixou Bucheca marcar nenhum ponto. Principal representante da família Gracie na modalidade, Roger defendeu quatro tentativas de queda, puxou para a guarda, movimentou o quadril para quebrar a postura do rival, dominou uma das mangas com as duas mãos e raspou fazendo a transição para as costas, obrigando os três tapinhas de Buchecha.

Aos 35 anos, com 10 títulos Mundiais na faixa-preta e o primeiro a conquistar o tricampeonato Mundial no absoluto, Roger anunciou a aposentadoria das competições de kimono, mas segue no MMA, esporte que também fez história ao se tornar o primeiro membro da família Gracie dono de um cinturão.

– Podemos dizer que foi como se eu vencesse as ‘Olimpíadas do jiu-jítsu’. Consegui encerrar minha carreira com chave de ouro. Já vinha me preparando psicologicamente há algum tempo, sabendo que essa hora iria  chegar, já estou há muitos  anos afastado do jiu-jítsu, então eu sabia que essa volta seria rápida. Já sou atleta de MMA há muito tempo, é difícil se preparar para os dois, em 2010 foi meu último grande campeonato de jiu-jítsu. Essa luta contra o Buchecha, há cinco anos, foi sem pontos, era diferente. Então, realmente, depois que eu parei, eu queria lutar com o melhor. E o Buchecha acabou sendo 10 vezes campeão mundial, é um monstro, um fenômeno do jiu-jítsu, eu sabia que o final tinha que ser com ele – comemorou a lenda do Jiu-Jítsu.

Mais jovem, Buchecha, com 28 anos, seguirá competindo no Jiu-Jítsu, em busca da décima primeira medalha de ouro em Mundiais na faixa-preta e assim desempatar o recorde oficial da IBJJF com Roger. Atualmente, Buchecha é o maior vencedor de absolutos da história com quatro conquistas.

DEIXE UMA RESPOSTA