Henry Cejudo faz luta espetacular e supera Demetrious Johnson na 12ª defesa de título

0
292

Uma nova página na categoria peso-mosca do Ultimate foi escrita neste sábado, 4 de agosto, na 227ª edição, em Los Angeles. Henry Cejudo superou nada menos do que a lenda Demetrious Johnson, recordista de defesas de título na divisão (11).

Com o pedigree de medalhista olímpico (Ouro em 2008), Cejudo não desperdiçou a segunda chance de enfrentar o campeão, impôs o ritmo, andando sempre à frente, fazendo algo quase que impossível contra Johnson: derrubar, mantê-lo por baixo e golpeá-lo com contundência.

O campeão vendeu muito caro a derrota, evitou muitos ataques de queda, teve um maior volume de golpes, mas o filho de imigrantes mexicanos apesar de acertá-lo menos, conectou os golpes mais significantes, contabilizando os pontos que fizeram a diferença.

Cejudo teve o braço erguido por decisão dividida e se emocionou ao receber o cinturão das mãos de Dana White. Dez anos depois de chocar o mundo como o mais jovem representante americano a conquistar uma medalha de ouro no wrestling olímpico, Cejudo busca a evolução em pé, fortalece o seu arsenal com muito trabalho e abdicação até atingir a meta, o topo da montanha.   

Após vibrar como os treinadores, especialmente com Eric Albarracin, conhecido como “Capitão da Américas”, que esteve ao lado de Cejudo na conquista do ouro olímpico e 2008 e dez anos mais tarde na conquista do cinturão do UFC, o novo campeão ousou e desafiou TJ Dillashaw, que venceu Cody Garbrandt por nocaute na luta principal e manteve o título peso-galo. Dana White parece ter gostado da ideia.

DEIXE UMA RESPOSTA