Junior Orgulho vibra com vitória no Katana Fight e mira volta: ‘Luto com qualquer um’

0
628
MMA_0605
Orgulho derrotou Camelo por decisão unânime dos juízes – Foto: Valmir Silva/MAISMMA

Alfredo Souza, conhecido como “Junior Orgulho” e Eduardo Ramon “Camelo” protagonizaram a melhor luta da noite no Katana Fight – Gold Edition, evento realizado no último dia 25, na cidade de Colombo, região metropolitana de Curitiba (PR). Orgulho começou pressionando com uma sequência de joelhadas à la “Wand” – que inclusive estava presente – e quase levou o dono da casa a nocaute. Camelo voltou para o segundo com força total e conseguiu impor o ritmo. Apesar de controlar boa parte das ações, Orgulho inverteu posições no solo e foi tão contundente quanto o rival nos momentos de troca franca em pé. Mais cansados, ambos diminuíram o ritmo no terceiro. Orgulho começou a recuar ao sofrer combinações de socos de Camelo e de repente, no contra-golpe, surpreendeu o paraense, tirando um chute alto da cartola, acertando em cheio a cabeça de Camelo.

A luta terminou de forma equilibrada aos olhos do público, mas Orgulho conquistou pontos importantes pela contundência dos golpes, principalmente com as joelhadas do primeiro e o chute alto do terceiro. Camelo conectou ótimas “mãos” em pé, levou Orgulho para o chão, mas não foi o suficiente para ver o atleta da Champion Team ter o braço erguido por decisão unânime dos juízes laterais. Em um bate-papo direto da Bahia, Orgulho comemorou o resultado positivo como visitante.

MMA_0556
Orgulho chega perto do nocaute – Foto: Valmir Silva/MAISMMA

– Sabia que seria arriscado lutar dentro da casa dele (Eduardo Camelo), mas tinha tanta fé em mim, que nem sabia de onde vinha. Estava confiante que tinha armas pra vencê-lo. Acreditei na vitória por estar consciente e no controle do combate. Ele teve um bom momento no segundo, quando eu estava por cima no solo, levantei e pedi pra ele se levantar, senti tudo girar, acredito ter sido por causa dos fortes antibióticos que tomei. Logo em seguida, voltei a lutar e tornei a dominar o duelo. No terceiro voltei faminto, mesmo cansado quis muito a vitória e foi isso que busquei, desenrolando uma boa luta. Pelos problemas durante minha preparação, posso considerar uma luta de superação, porque venci ele e a mim mesmo na mesma noite – avaliou Orgulho, que ainda comentou detalhes da vitória.

– As joelhadas do primeiro round foram belas e fortes. Ele (Eduardo Camelo) mostrou ser durão ao suportar esses golpes, méritos a ele. Mas o chute alto do terceiro pegou bonito. E a cara de surpresa dele não teve preço – revelou, antes de exaltar a estrutura do Katana Fight e manifestar a vontade de voltar a competir na organização, principalmente se for uma disputa de cinturão.

– Se houver uma nova oportunidade volto tranquilo a competir no Katana, excelente evento, tratamento de alto nível com os atletas. Volto tranquilamente e para enfrentar qualquer atleta. Uma luta pelo título do evento seria muito interessante. Estou na batalha diária por uma nova oportunidade de lutar internacionalmente (Orgulho venceu na Suíça recentemente). Enquanto não surge essa oportunidade internacional, estou aberto a confrontos no Brasil e disposto a me doar 100% sempre nas minhas lutas – garantiu Orgulho.

DEIXE UMA RESPOSTA