Katana 9 surpreende com nova estrutura; Toco supera ex-UFC em noite de nocautes brutais e luta épica

0
655

O Katana Fight mostrou de vez, em sua 9ª edição, no último sábado, por que pode ser chamado de um dos maiores eventos do Brasil. Todas as edições anteriores haviam sido realizadas dentro do centro de treinamentos da Evolução, mas a superlotação das últimas edições levou a organização a expandir. 

Fabio Lau e André Dida e todo o seu staff escolheram nada menos do que a Expotrade, o maior centro de conveções do sul do país, localizado em Pinhais, na grande Curitiba. Mais uma vez foi casa cheia, com direito a transmissão ao vivo para o mundo todo em HD pelo Facebook, gratuitamente, e claro, um card que manteve a tradição de casar lutas entre cascas-grossas, uma forma de garantir um show empolgante.

Hemerson Toco supera Wendell Negão em duelo acirrado

Toco supera Negão com jogo cauteloso e estratégico – Foto: Valmir Silva

Na luta principal, o atleta da casa Hemerson Toco usou a estratégia para superar o ex-UFC Wendell Negão na decisão dos juízes. Eles fizeram um primeiro round frenético. Toco marcou a distância com chutes frontais. Negão respondeu no contragolpe com diretos. Toco pressionou um pouco mais da metade para o final, aproveitando que o visitante diminuiu o ritmo. Toco teve o braço erguido por unanimidade e agora deve ganhar uma chance internacional.

Flávio Madruga “arroxa” argentino invicto no primeiro round

Madruga tira a invencibilidade de argentino com finalização rápida – Foto: Valmir Silva

No coevento principal um clássico Brasil x Argentina e melhor para o representante verde e amarelo Flávio Madruga, que travou o ímpeto do gringo Gabriel Ziller. Assim que o gongo soou, o visitante saiu à caça de Madruga, mas acabou frustrado pela agilidade do alagoano. Madruga fez a movimentação correta, saiu do raio e evitou as quedas ao mesmo tempo que conectou marteladas nas laterais da cabeça do hermano, antes de rodar para as costa e definir com um mata-leão, tirando a invencibilidade de Gabriell.

Kaik Brito, Roverso e Delfino recebem bônus da noite

Kaik encarna “Canelo”, faz esquiva e aplica nocaute espetacular – Foto: Valmir Silva

Nocaute da Noite – Kaik brito não deu chances a Juanjo Ibañez, outro argentino do card. Bastante agressivo, Juanjo tentou encurtar para abafar o muay thai afiadíssimo do goiano. Ele até que conseguiu conectar uma mão duro, mas bastou um segundo e estava tudo acabado. Kaik pegou time de entrada do rival e o surpreendeu ao esquivar já respondendo com um cruzado que colocou o “vizinho” para dormir. A bomba valeu R$ 500 a mais na bolsa.

Roverso faz luta épica e encerra com chute na cabeça a 15s do fim – Foto: Valmir Silva

Luta da Noite – Bruno Roverso e Elismar Carrasco, atletas experientes, com um vasto cartel de lutas, literalmente saíram na mão como diz a gíria do MMA. Foram quase quinze minutos de troca franca lá e cá. Carrasco chegou a esticar o braço do curitibano no armlock, mas a defesa, em dia, misturou técnica e coração e o “baile” seguiu em pé. Ambos estavam no limite físico, faltavam 15 segundos, quando Roverso soltou uma canelada no rosto de Carrasco, decretando um belo nocaute na premiada melhor luta da noite – R$ 500 para cada um pelo espetáculo.

Delfino mostra chão afiando e sob pancadas pega Prudlo no leglock – Foto: Valmir Silva

Finalização da Noite – Murilo Delfino não teve muito trabalho para se embolar com Maycon Prudlo no solo, absorver as marretadas no ground and pound e consciente da situação sair para o leglock, levando para casa R$ 500 pela melhor finalização da noite. 

Rizzo RVT rouba a cena com dois nocautes brutais

Vandirson desfere jab com força e direto e nocauteia Bel – Foto: Valmir Silva

O primeiro a representar o time carioca foi Vandirson Alves, que estragou a festa do local Thiago Bel ao conectar um jab com a potência de um direto. Vandirson viu Bel desabar e conectou mais golpes para concretizar o nocaute ainda no round inicial. Bel recebeu atendimento e logo depois estava 100%, pronto para uma nova guerra. 

Cara de Sono entra bem acordado e aplica o nocaute mais rápido da noite – Foto: Valmir Silva

Arthur Soares, conhecido como “Cara de Sono”, mostrou que o apelido não fecha muito bem. Ele entrou ligado nos 220W e precisou de apenas 12 segundos para aplicar um direto de nocautear Shyudi Yamauchi, um samurai descendente de japoneses com um gigante poder de recuperação, mas que dessa vez sucumbiu a um míssil lançado direto do Complexo da Maré.

Katana Fight 9
Expotrade, Pinhais (PR)
Sábado, 4 de maio de 2019

-Hemerson Toco venceu Wendel Negão – unanimidade
-Flávio Madruga finalizou Gabriel Ziller (ARG) – mata-leão, R1
-Arthur Soares nocauteou Shyudi Yamauchi – direto, R1
-Kaik Brito nocauteou Juanjo Ibañez (ARG) – cruzado, R1
-Bruno Roverso nocauteou Elismar Carrasco – head kick, R3
-Vandirson Alves Negão nocauteou Thiago Bel Silva – jab, R1
-Alireza Noei (IRA) finalizou Wagner Nega – mata-leão, R1
-Cristiano Pequeno venceu Hamyrez Oliveira – TKO/socos, R1
-Imerson Oliveira finalizou Marcos Dal Jovem – mata-leão, R1
-Dione Barbosa de Lima venceu Karine Killer – unanimidade
-Jardel Evangelista venceu Klinger Pinheiro – unanimidade
-Samuel Caveira finalizou Eddy Souza mata-leão, R3
-Rangel Santos finalizou Maurício Sosa (CAN) – mata-leão, R1
-Rodrigo Gomes venceu Lucas Sampaio – unanimidade
-Murilo Delfino finalizou Maycon Prudlo – Leglock, R1

DEIXE UMA RESPOSTA