Lutador brasileiro acusado de roubar banco nos EUA se manifesta no Facebook

0
507

Sergio da Silva, lutador brasileiro com passagens pelo Bellator, ficou famoso no mundo do MMA ao tentar trapacear da mesma forma que Daniel Cormier durante pesagem. No entanto, o nome dele está em evidência nos últimos dias por conta de algo nada agradável. O brasileiro foi acusado de ter participado de um roubo a banco nos Estados Unidos. O lutador foi detido por ter supostamente ter deixado suas impressões digitais no local do crime e ter saído com uma quantia de 50 mil dólares, equivalente à R$ 157 mil. 

O lutador que já enfrentou nomes como Aljamain Sterling e Matt Rizzo postou uma nota de esclarecimento em sua conta no Facebook, após ser liberado pela Corte Criminal do Queens. Sergio diz que irá cooperar e limpar seu nome. da Silva também disse que seu advogado está tratando de limpar tudo.

– Estou verdadeiramente impressionado com todo o amor e apoio que recebi. Recebi telefonemas, e-mails, mensagens, etc. Obrigado ao meu advogado fenomenal, estou em casa e o meu advogado está se esforçando para esclarecer tudo. Por mais que eu queira falar mais sobre essas alegações, a minha equipe jurídica aconselhou-me a não discutir os detalhes até o caso acabar. Estamos seguindo todos os passos necessários. Tudo o que peço é que respeitem a minha família durante nestes dias difíceis. Estou pronto para cooperar e limpar o meu nome – escreveu Sergio.

“Deus dá as suas batalhas mais duras aos seus guerreiros mais fortes”, concluiu o atleta.

DEIXE UMA RESPOSTA