Lyoto vence Eryk Anders em decisão polêmica; Valentina finaliza Pedrita

0
272

Lyoto Machida não vencia há mais de três anos e precisava da vitória a qualquer custo para voltar a respirar. Invicto, Eryk Anders havia pedido para enfrentar Lyoto no Brasil e ganhou a chance, na luta principal do UFC Belém, no sábado (3).

The Dragon trabalhou as sequências de chutes, mantendo o estilo carateca de bater e sair, sempre investindo nos contra-ataques. Eryk aplicou uma joelhada em cheio e causou um corte na testa do dono casa. Lyoto cansou mais do que o americano ao longo do combate e foi pressionado nos rounds finais.

Lyoto teve o seu melhor momento no primeiro round, quando desiquilibrou o visitante com um chute nas pernas e permaneceu por cima pontuando. Em decisão considerada polêmica, os árbitros laterais apontaram Lyoto o vencer pode decisão dividida. Eryk não concordou com o resultado e afirmou que se a luta tivesse acontecido nos Estados Unidos ele teria sido o vencedor.

No coevento principal, Valentina Schevchenko mostrou uma trocação afiada para cima de Priscila Pedrita. A brasileira mostrou muito coração ao aguentar um tremendo castigo no ground and pound. Uma das cotoveladas de Valentina abriu acima do supercílio de Pedrita, que resistiu bravamente.

No intervalo do primeiro para o segundo round, Pedrita avisou o córner que sentiu o joelho, mas o treinador pediu para a atleta suportar e voltar ao jogo. Pedrita partiu para cima novamente, acreditando nas mãos já nocautearam uma pá de brasileiras, mas novamente Valentina usou a estratégia de derrubar e desferir uma chuva de socos.

Dana White soltou críticas pesadas para cima do árbitro Mario Yamasaki por não ter encerrado a luta no momento em que Pedrita sofria a “punição”. Valentina encontrou espaço para rodar para as costas e encerrar o combate no segundo round com um estrangulamento mão com mão.

Resultados – UFC Belém

Lyoto Machida venceu Eryk Anders por decisão dividida (48-47, 47-48, 49-46)
Valentina Shevchenko venceu Priscila Pedrita por finalização aos 4m25s do R2
Michel Trator venceu Desmond Green por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Timothy Johnson venceu Marcelo Golm por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Douglas D’Silva venceu Marlon Vera por decisão unânime (triplo 30-27)
Thiago Marreta venceu Anthony Smith por nocaute técnico a 1m06s do R2
Serginho Moraes venceu Tim Means por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Alan Nuguette venceu Damir Hadzovic por decisão unânime (30-25, 30-27, 30-27)
Polyana Viana venceu Maia Stevenson por finalização aos 3m50s do R1
Iuri Marajó venceu Joe Soto por nocaute técnico a 1m06s do R1
Deiveson Figueiredo venceu Joseph Morales por nocaute técnico aos 4m34s do R2

DEIXE UMA RESPOSTA