Miocic exagera no preço e UFC ameaça tirar o cinturão; Duelo com Cigano é dúvida

0
928
Miocic quer aumento e patrão ameaça tirar-lhe o título - Foto: Divulgação
Miocic quer aumento e patrão ameaça tirar-lhe o título – Foto: Divulgação

A revanche entre os pesos-pesados Stipe Miocic, atual campeão peso-pesado do UFC e Junior Cigano, ex-detentor do título da divisão, ainda não foi oficializada pelo UFC. Em entrevista ao repórter Ben-Hur Correia, correspondente do canal Combate nos Estados Unidos, Dana White revelou que o duelo deveria ter sido acertado na sexta-feira passada, mas que a negociação acabou adiada para segunda-feira. Contudo, a semana se passou e a luta ainda não foi confirmada.

O principal motivo da demora para o acerto dessa revanche seria o alto valor da bolsa que o campeão Miocic estaria pedindo. O repórter do Combate revelou ainda que há rumores de que a organização ameaçou destituir o campeão do título caso não aceite os valores propostos.

A oferta do UFC não agradou ao bombeiro de Clevland, que quer ser recompensado pela “injustiça” de ter defendido o cinturão no UFC 203, em casa na sua terra natal contra Alistair Overeem, em setembro, e ter recebido uma bolsa inferior a do holandês. Segundo informações da Comissão Atlética de Ohio, Miocic recebeu 600 mil dólares e o desafiante 800 mil, cerca de 25% a mais do que o “mandante de campo” e dono da coroa.

Embalado por vitória em cima de Ben Rothwel, por decisão dos juízes, em abril de 2016, Cigano se recuperou de lesões e estava escalado para encarar Stefan Struve no UFC Halifax, em 19 de fevereiro, no Canadá, mas uma lesão no ombro do gigante de mais de 2 metros cancelou o compromisso. O UFC aproveitou o embalo e cedeu a oportunidade de o brasileiro ir direto à disputa de cinturão, apesar de haver Fabricio Werdum (Nº 1) em sua frente no ranking. Cigano ocupa a quarta posição.

DEIXE UMA RESPOSTA