Overeem supera Arlovski no UFC Holanda e pede cinturão; Brasileiros perdem

0
122
Foto: Per Haljestam-USA TODAY Sports
Foto: Per Haljestam-USA TODAY Sports

Em um horário atípico, o UFC desembarcou pela primeira vez em Roterdã, na Holanda, na tarde deste domingo – Dia das Mães (8 de maio) – com a edição UFC Fight Night 87: Overeem x Arlovski. A noite não foi nada boa para os brasileiros: três derrotas em três participações.

Yan Cabral é nocauteado

O iraniano de ascendência sueca Reza Madadi acertou um uppercut em Yan Cabral no início do terceiro round. O golpe abriu caminho para uma sequência avassaladora de socos e a interrupção do árbitro central Leon Roberts. Madadi recupera-se de derrota para Norman Parke, enquanto o atleta da Nova União perde a segunda seguida.

Bodão cai no mata-leão de Krylov

Já o ucraniano Nikita Krylov comprovou a boa fase ao parar Francimar “Bodão” Barroso com finalização. Krylov conseguiu a queda no segundo round, colocou os ganchos e não desperdiçou a oportunidade de ajustar o mata-leão. Essa foi a quarta vitória de Krylov em sequência e a terceira com a mesma posição.

Struve atropela Pezão em 15 segundos

Na co-luta principal Antônio “Pezão” foi surpreendido pelo gigante Stefan Struve em apenas 15 segundos. O paraibano partiu para cima, investindo no boxe. Struve respondeu no contragolpe com com um uppercut e uma joelhada, definindo o resultado com cotoveladas na lateral da cabeça.

Overeem supera Arlovski e pede chance pelo título

Alistair Overeem fez a festa diante da torcida ao derrotar Andrei Arlovski por nocaute. A curiosidade é que os pesos-pesados são companheiros de time na Jackson Wink MMA e fizeram um programa de treinamentos separados, mas dentro da mesma estrutura. Arlovski começou em ritmo acelerado, pressionando Overeem contra as grades. Dono de uma vasta experiência na luta em pé, o bicampeão do K-1 manteve a calma, sempre espiando pelo vão da guarda, esperando o momento de atacar.

Overeem conseguiu a queda e encerrou a etapa inicial castigando por cima. O holandês encurtou a distância no início do segundo round e desferiu um chute frontal certeiro. O bielorusso sentiu a potência do golpe e Overeem aproveitou para seguir socando, no ground and pound, até a intervenção de Marc Goddard. Na comemoração, Overeem pediu uma chance pelo cinturão da categoria contra o vencedor de Werdum x Miocic, duelo que acontece no UFC Curitiba, dia 21 de maio.

UFN 87
Roterdã, Holanda
8 de maio de 2016

Alistair Overeem venceu Andrei Arlovski por nocaute técnico – 1:12 R1
Stefan Struve venceu Antônio Pezão por nocaute – 0:15 R1
Gunnar Nelson venceu Albert Tumenov por finalização – 3:15 R2
Germaine de Randamie venceu Anna Elmose por nocaute técnico – 3:46 R1
Nikita Krylov venceu Francimar Bodão por finalização – 3:11 R2
Karolina Kowalkiewicz venceu Heather Jo Clark por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)

Rustam Khabilov venceu Chris Wade por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Magnus Cedenblad venceu Garreth McLellan por nocaute técnico – 0:47 R2
Josh Emmett venceu Jon Tuck por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Reza Madadi venceu Yan Cabral por nocaute – 1:56 R3
Kyoji Horiguchi venceu Neil Seery por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
Leon Edwards venceu Dominick Waters por decisão unânime (triplo 30-27)
Yuta Sasaki venceu Willie Gates por finalização – 3:30 R2

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVídeo: Roger Gracie finaliza polonês invicto e fatura cinturão do One FC
Próximo artigoAnderson Silva sente dores e deixa o card do UFC Curitiba
Um apaixonado pelas artes marciais, inspirado pelo meu pai que assistia todas as lutas de boxe na década de 70, 80. Depois passei a acompanhar o Vale-Tudo a partir da década de 90 até a evolução para o MMA atual, em que tivemos como principal referência o sucesso do Pride no Japão e o maior evento do mundo, o UFC, um fenômeno que não para de crescer. Conheço a luta na prática. Comecei com o karatê na adolescência, mas não cheguei a me graduar. Já maior de idade, iniciei no Jiu-Jítsu em 2004 e nunca mais abandonei. Além de treinar, participo de competições. Minha maior conquista foi subir no pódio do Sul-Americano de JJ da CBJJ. Criei o site www.mmasul.com.br em 2008, com o objetivo de colaborar com o MMA nos três estados que compõem a região Sul (RS, SC e PR). Fui adiante. Além de fomentar o jornalismo marcial na região, levei o MMASUL a alcançar visibilidade e credibilidade de leitores e fãs e de colegas de imprensa de todo o Brasil. Após mais de sete anos de sucesso, resolvemos inovar e lançar um nome nacional, o maismma.com, a continuação do MMASUL. Estamos no ar, em busca da evolução diária, das melhores coberturas e das melhores notícias. Sempre ágeis e precisos nas informações do mundo do MMA. Agora, somos #MAISMMA. Fazer o que a gente ama não tem preço. É com enorme prazer que faço as coberturas de eventos, escrevo, entrevisto e fotografo. Agora, rumo às cerca de 20 coberturas de UFC, além de inúmeras participações como convidado de programas no canal Combate. Um abraço especial a você que parou alguns segundos para saber mais sobre mim e sobre o maior site especializado em MMA do Sul do país. Não esqueça de aproveitar para visitar o maismma.com e seguir-nos no Twitter: @MMASUL. Muito obrigado, FAMÍLIA! "O jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte." Parte do texto: "A melhor profissão do mundo" Por Gabriel García Márquez (Jornalista, editor e escritor colombiano, prêmio Nobel de Literatura em 1982, autor do aclamado "Cem anos de Solidão")

DEIXE UMA RESPOSTA