UFC 231 – Resumão: Holloway dá show; Valentina fatura cinturão e quatro brasileiros brilham

0
237

Que evento! UFC 231, certamente marca como uma das melhores edições do ano. Altas guerras! Max Holloway comandou a festa, trabalhou a envergadura, a esquiva, os jabs, enfim, deu um espetáculo contra o aguerrido Brian Ortega, que respondeu a tudo o que pode, até o intervalo do quarto round, impedido de voltar ao quinto pelos médicos por causa do olho praticamente fechado. Que resistência desse casca-grossa! Holloway levou 100 mil dólares de bônus (2).

Valentina Shevchenko comandou as ações contra Joanna Jedrzejczyk e levou o cinturão peso-mosca feminino para casa. Velhas rivais e especialistas na luta em pé, as meninas também deram um show de garra e técnica.

Thiago Marreta soltou a mão dura e nocauteou Jimi Manuwa de forma avassaladora. O PQD foi brutal e se firmou nos 93 kg de vez.

Gunnar Nelson, dono de um chão refinado, montou, abriu uma avenida na testa de Alex Cowboy, que resistiu enquanto conseguiu. Nelson tentou a chave de pé, mas definiu mesmo no mata-leão. Cowboy sangrou muito e mal conseguia enxergar devido ao corte de 30 pontos.

Sob o olhar da campeã Amanda Nunes no córner, Nina Ansaroff usou melhor os atalhos do cage e a estratégia para pontuar com inteligência e derrotar Claudia Gadelha por decisão unânime.

Gilbert Durinho não tomou conhecimento de Olivier Aubin-Mercier e com knockdown, queda lá do segundo andar e muita pressão, mostrando muita evolução na trocação, levou por unanimidade.

Dhiego Lima entrou para decidir cedo e nocauteou dono da casa Chad Laprise em 97s.

Carlos Diego Ferreira voltou a brilhar e depois de tomar um pequeno atraso no começo da luta, terminou o primeiro round amassando, voltou para o segundo na mesma pegada, derrubou e nocauteou o estreante Kyle Nelson com socos nas laterais da cabeça.

DEIXE UMA RESPOSTA