Vídeo: Felipe Cruz comemora cinturão do Fighten e sonha em fazer história no UFC

0
157
Felipe Cruz acumula quatro cinturões - Foto: Valmir Silva
Felipe Cruz acumula quatro cinturões – Foto: Valmir Silva

Ao som de “Nego Drama” da banda Racionais MC’s, o florianopolitano Felipe Cruz entrou no decágono do Fighten MMA, no último dia 11 de setembro, motivado a protagonizar uma guerra e a festejar mais uma conquista importante na carreira. Pupilo do veterano do UFC Thiago Tavares, Cruz concretizou o objetivo ao derrotar Filipe Jesus “Mineiro”, parceiro de treinos de José Aldo, na luta principal da noite, levando para Santa Catarina o cinturão inaugural do evento sediado em Londrina (PR).

Depois de faturar o título peso-pena do Tavares Combat, Nitrix FC e Aspera FC, Felipe Cruz fez a sua primeira disputa nos pesos-leves, sagrando-se campeão por nocaute técnico (interrupção médica). Mineiro estava na frente na pontuação e provavelmente seria declarado o vencedor caso o resultado fosse para a decisão dos juízes. Cruz deixou Mineiro com o olho direito fechado com a potência dos golpes e abriu-lhe um corte no supercílio esquerdo.

Aos 2 minutos e 30 segundos do quinto round, o árbitro central Osiris Maia chamou o médico da CABMMA Rodrigo Berlink, que imediatamente indicou a interrupção. Vale lembrar: o encerramento ocorreu por causa da gravidade do local do corte, uma região propícia a um trauma ocular, e não somente pelo sangramento abundante. Apesar de Cruz reconhecer que Mineiro estava bem no combate, fez questão de destacar o trabalho duro, os treinos árduos, que o levaram a conectar boas mãos e consequentemente causar os ferimentos no adversário. Cruz vibrou com o feito e agora mira uma longa carreira dentro do UFC, como o “espelho” de sua academia Thiago Tavares, há dez anos dentro do maior evento do mundo.

Confira a entrevista:

DEIXE UMA RESPOSTA