Vídeo: Zumbi Coreano retorna “apavorando” e atropela Bermudez em Houston

0
688
HOUSTON, TX - FEBRUARY 04: (L-R) Chan Sung Jung of South Korea punches Dennis Bermudez in their featherweight bout during the UFC Fight Night event at the Toyota Center on February 4, 2017 in Houston, Texas. (Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Zumbi Coreano atropela Bermudez em seu retorno após três anos no serviço militar da Coréia do Sul – Foto: Jeff Bottari

Três anos e meio longe do octógono não diminuíram as habilidades e a residência de Chan Sung Jung, o “Zumbi Coreano”, e sim, serviram para refinar suas qualidades e manter o estilo guerreiro de combater sempre em frente.

O sul-coreano não lutava desde agosto de 2013, quando desafiou José Aldo pelo cinturão dos pesos-penas no UFC 162 no Rio. Zumbi acabou lesionando o ombro e consequentemente sofrendo o nocaute técnico no quarto round.

Depois de um tempo em recuperação, Zumbi foi convocado pelo exército de seu país e trabalhou em um escritório do governo numa função que ele classificou como “monótona”. Ao final de cada jornada diária Zumbi ainda encontrava tempo para treinar.

De volta à ativa, o sul-coreano encarou Dennis Bermudez, 9º colocado do ranking dos penas, na luta principal do UFC Houston, realizado no sábado (4), no Texas. Bermudez entrou no embalo de duas vitórias consecutivas e tratou logo de recepcionar Zumbi com um pontente cruzado e logo depois uma boa combinação. Em ambos os ataques, Zumbi chegou a recuar.

Zumbi Coreano surpreendeu Bermudez no contragolpe, acertando um upper em cheio no queixo do rival e decretando o retorno triunfal aos 2min39s do primeiro round. De olho em uma nova disputa de cinturão, o asiático quer “agilidade” no processo. “Não planejei nada disso, simplesmente aconteceu”, referindo ao nocaute. “Acredito que se eu vencer mais uma luta, posso enfrentar o campeão”, desafiou o candidato ao título da categoria.

Resultados:

Chan Sung Jung venceu Dennis Bermudez por nocaute aos 2m29s do R1
Felice Herrig venceu Alexa Grasso por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
James Vick venceu Abel Trujillo por finalização aos 49s do R3
Volkan Oezdemir venceu Ovince St. Preux por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Marcel Fortuna venceu Anthony Hamilton por nocaute aos 3m10s do R1
Jéssica Bate-Estaca venceu Angela Hill por decisão unânime (triplo 30-27)
Curtis Blaydes venceu Adam Milstead por nocaute técnico, aos 59s do R2
Chas Skelly venceu Chris Gruetzemacher finalização, aos 2 minutos do R2
Ricardo Carcacinha venceu Michinori Tanaka por decisão unânime (30-27; 29-28; 29-28)
Tecia Torres venceu Bec Rawlings por decisão unânime (triplo 30-27)
Niko Price venceu Alex Morono por nocaute, aos 4m59s do R2
Khalil Rountree venceu Daniel Jolly por nocaute, aos 52s do R1

DEIXE UMA RESPOSTA