Yair Rodriguez arrasa a lenda BJ Penn; Ucraniano aplica finalização inédita no UFC

0
446

A luta principal do UFC Fight Night 103, realizado em Phoenix no Arizona (EUA), neste domingo, colocou frente a frente um veterano de 38 anos, considerado uma lenda do esporte, e um garoto em ascensão, de apenas 24 anos. BJ Penn, Hall da Fama do Ultimate, campeão em duas divisões, resolveu voltar à ativa depois de dois anos e meio para entrar em rota de colisão com Yair Rodriguez, um jovem destaque, em ritmo de luta, vindo de cinco triunfos consecutivos na organização.

Jan 15, 2017; Phoenix, AZ, USA; B.J. Penn (right) is kicked by Yair Rodriguez during UFC Fight Night at Talking Stick Resort Arena. Mandatory Credit: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports
Yair Rodriguez vence BJ Penn de forma arrasadora – Foto: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

BJ começou bem, encurtou para evitar sofrer os chutes altos de Yair e tentar levá-lo para o chão. Com a maior envergadura e mais rápido, o mexicano manteve BJ afastado e trabalhou incessantemente a sua melhor arma, os chutes acrobáticos e objetivos. Após conectar uma canelada em cheio no peito do havaiano, em seguida outra em cima da guarda, Yair viu um de seus ídolos do MMA balançar.

Já cansado, BJ rodou para não se tornar alvo fixo – a jovem promessa do México sentiu o bom momento e acertou mais chutes duros. Na volta para o segundo assalto, Yair não tomou conhecimento, nem esperou, fazendo a lenda ir à lona com um chute frontal no queixo – a lá “Spider” em Belfort – e decretar a vitória mais importante de sua carreira com uma chuva socos com BJ grogue, tentando sobreviver. Esta foi a sexta vitória seguida de Yair, que de quebra levou um bônus de 50 mil dólares de “Performance da Noite”.

Alexey Oleynik aplica o primeiro “Ezequiel” na história do UFC

ezequiel
Ucraniano aplica o primeiro Ezequiel da história do UFC – Foto: Mark J. Rebilas-USA TODAY Sports

O grande destaque da noite foi a inédita finalização do ucraniano Alexey Oleynik sobre o tcheco Viktor Pesta. Depois de trocarem golpes francos durante praticamente dois minutos e meio, Alexey fez um movimento um tanto esquisito, tentando encaixar um “Ezequiel” (estrangulamento) de pé, puxando o adversário para a guarda. Pesta se livrou da posição em um primeiro momento. Alexey voltou a insistir e facilitou a montada para o tcheco.

Quando Pesta achou que iria fazer postura para socar de cima para baixo, já era tarde. Tudo não passou de uma armadilha para Alexey poder ajustar a posição e vencer com um Ezequiel, o primeiro na história do Ultimate. A finalização espetacular também foi premiada com um bônus de 50 mil dólares de “Performance da Noite”. Essa foi a 41ª finalização na carreira de Alexey, a 11ª com o Ezequiel. Ao todo o atleta da American Top Team possui 51 vitórias, 10 derrotas e um empate no cartel.

Augusto Tanquinho é o primeiro brasileiro a vencer no UFC em 2017

tanquinhophoenix
Tanquinho volta após um ano e surpreende na luta em pé – Foto: Mark J. Rebilas

Único brasileiro no card, Augusto “Tanquinho” Mendes mostrou uma evolução gigante no boxe e no muay thai e anotou a primeira vitória do Brasil no UFC em 2017. O faixa-preta campeão mundial de jiu-jítsu derrotou Frankie Saenz por decisão dividida em uma guerra como havia prometido que faria, tanto que o duelo foi eleito o melhor da noite – cada lutador recebeu 50 mil dólares.

Foram três rounds frenéticos, ambos buscando o nocaute o tempo todo. Tanquinho venceu o primeiro com um pequena vantagem, conquistada com maior volume em pé e com duas quedas. Saenz surpreendeu o brasileiro com uma cotovelada no clinche e chegou perto de definir no segundo. Tanquinho voltou mais ligado no terceiro, manteve o jogo justo apresentado na etapa inicial e encurralou o aguerrido Saenz com ótimas combinações.

Tanquinho comemorou o reencontro com a vitória após estrear com derrota para Cody Garbrant no início do ano passado. Foram 11 meses de inatividade por conta de uma cirurgia no joelho, incluindo toda a preparação para o este retorno triunfal, mostrando plena evolução nas técnicas da luta em pé.

DEIXE UMA RESPOSTA